Skip to content

Audiência com o Grupo Parlamentar do PSD

Publicado a 25 de March, 2021

COMUNICADO DA DIREÇÃO

Caros sócios e canicultores,

No passado dia 24 de Março de 2021, o Clube Português de Canicultura em conjunto com os representantes dos 4 clubes de raça ligados aos Cães de Parar reuniu com um dos grupos parlamentares (GP) com assento na Assembleia da República, na pessoa da sua Coordenadora do GP do PSD na Comissão de Agricultura e Mar, a Exm.ª Sr.ª Deputada Emília Cerqueira, a fim de unir esforços na defesa do cão de caça, da sua funcionalidade e respetiva atividade cinegética envolvente.

A reunião teve como ordem de trabalhos, entre variadíssimos assuntos que concernem a canicultura e a cinegética, discutir os mais recentes projetos de lei, propostos quase que de uma forma frenética nas últimas semanas, que irão a discussão já no final do presente mês de Março. Estes três Projetos de Lei, apresentados respetivamente pelo PAN (681/XIV/2ª) , Bloco de Esquerda (703/XIV/2ª) e Partido Os Verdes (735/XIV/2ª) propõem a proibição de utilização de animais vivos criados em cativeiro para a prática desportiva do tiro, pondo em causa não só o futuro dos cães de caça e restante atividade cinegética, mas criando também um gravíssimo impacto na biodiversidade dos ecossistemas em que as peças de caça são libertadas. É um facto que uma enorme percentagem das aves criadas em cativeiro e em cria selecionada, e posteriormente largadas, sobrevivem e se reproduzem em liberdade promovendo a sua disseminação na natureza. Estas peças ao não serem libertadas diminuem o alimento de outras espécie protegidas que se alimentam também de perdizes e coelhos oriundos de repovoações e largadas.

O Clube Português de Canicultura congratula-se pelas ilações retiradas desta mesma reunião, estando certos que irão gerar importantes apoios no debate dos projectos em questão.

Não podíamos deixar de agradecer aos representantes dos Clubes de Raça presentes, que desde a primeira hora se disponibilizaram para colaborar e se fizeram representar, transmitindo assim na primeira pessoa os corretos entendimentos para estes temas tão importantes para a nossa atividade, em conjunto com a Direção do CPC.

É nosso entendimento que o Clube deve sempre manter uma palavra ativa e direta com todo o espectro político, dando também voz aos representantes dos nossos diversos clubes de raça, quando assim se entenda necessário e produtivo.

A bem da canicultura e dos nossos cães.

Carla Molinari
Presidente da Direção